Diretamente da Beauty Fair para os seus cabelos

O cabeleireiro Charles Veiyga, demonstrou durante o workshop que ministrou na 6ª

edição da Beauty Fair - Feira Internacional de Cosméticos, quais são as tendências do verão 2011 que estão fazendo a cabeça das mulheres... literalmente.

 De acordo com ele, a aposta feminina é nos cortes mais retos, levemente desfiados, sem muito peso, mas com muito movimento. As franjas estão bem definidas e, para os rostos ovais o corte é afinado nas laterais com a intenção de alongar as feições. Veiyga afirma que os cachos vão continuar em alta. Se os cabelos são médios ou curtos, o corte não deve ter uma base reta, pois certamente ele vai ficar com aspecto de pirâmide. "Melhor mesmo é repicar e cortar em degradê, deixando um comprimento próximo dos ombros", recomenda.

 Em relação aos tons, o cabeleireiro aposta naqueles mais suaves, e sem muito contraste entre a raiz e as pontas. "Cabelos super claros nas pontas e com raiz mais escura, por exemplo, vão ficar de lado, o mesmo acontecerá com as luzes californianas".

Para a próxima temporada, Charles acredita que os marrons e acobreados estarão em evidência. "Eles combinam com peles mais brancas, pálidas, pois dão brilho e aspecto de saúde à pele". Por isso não são indicados para peles douradas e bronzeadas. "Melhor usar castanhos mais opacos, para equilibrar", recomenda. Em peles escuras, Charles geralmente usa o castanho natural.

Já os loiros serão mais "frios", ou seja, não tão alaranjados, segundo o hairstylist. "Não se trata daquele loiro verde, mas sim de um loiro leve dourado, em tons bege, semelhante a uma palha de trigo ou avelã. Ele favorece pessoas de olhos mais claros e contrasta com pessoas cuja pele não seja muito rosada". Nos fios lisos, Charles acredita que os tons marrons mais fechados se destacam, pois se consegue ver a cor por inteiro, em uma linha reta. "Já as ondas criam sombras que dão a impressão de dois tons. Por isso, dependendo da pele, pode se escolher um loiro suave e tiver um efeito bonito com o movimento dos fios", aponta.