Você sabe escolher a chapinha ideal?

De várias cores, formatos e tecnologia a chapinha é item indispensável no dia a dia de muitas mulheres, pois, independente da moda, o cabelo liso é queridinho de muitas delas.

Mas, se na hora de comprar a sua prancha você levou em consideração apenas beleza, preço ou marca... Tenho que dizer: você errou feio!

O primeiro ponto a considerar na hora da compra é a largura da prancha:

- mais largas: são indicadas para cabelos longos e volumosos, pois conseguem pegar mais fios e agilizar o processo.

- mais estreitas: devem ser usadas nos cabelos mais curtos e para fazer cachos bem definidos.

Em seguida é preciso escolher qual tipo de tecnologia a prancha deve ter. No mercado é possível encontrar modelos de diferentes componentes como: íons, cerâmica, infravermelho, turmalina, infravermelho etc. Onde cada um oferece um resultado diferente, por isso é preciso saber o que cada tecnologia oferece.

As pranchas de íons mantêm a hidratação natural dos cabelos porque fecham as cutículas dos fios.  A de cerâmica desliza mais fácil, sem fazer atrito e por isso são menos agressivas. As de turmalina reduzem o frizz pois, sela a cutícula dos fios, deixando-os mais lisos, brilhantes e comportados. Já as que são de infravermelho garantem fios soltos, brilhantes e macios e são indicadas para cabelos quimicamente tratados.

A temperatura ideal da chapinha é outro ponto muito importante e para acerta neste quesito, o tipo do fio do seu cabelo deve ser levado em consideração. Nos Cabelos finos a temperatura ideal fica entre 180º e 190º e passe apenas uma vez a prancha em cada mecha. Já os fios mais grossos a temperatura pode chegar até 220º e o ideal é fazer uma escova antes.

Depois dessa explicação ficou mais fácil entender que não é à toa que existem tantos modelos de chapinha.

chapinha